Página Principal
Academias
Sobre a Seicho-No-Ie
Forma Humana
Práticas e Cerimônias
Presidentes
Meio Ambiente
Museu Histórico
Organizações
Artigos
Relatos
Notícias
Mensagem do Dia
Lista de Orações
Sede Central
Domingo da SNI
Semana da Paz
Seminário da Luz
Programação 2013-2014
Seicho-No-Ie no Ar
Revistas da SNI
Círculo de Harmonia
Enkan
Brasil Português
Brasil Japonês
América Latina
Outros países
Fale Conosco
Webmaster
Regras de Internet
Direitos Autorais
 

 

SEICHO-NO-IE DO BRASIL fará reflorestamento em parceria com Sede Internacional


Uma área degradada de 500 hectares será adquirida para ser reflorestada pela SEICHO-NO-IE DO BRASIL. A compra será custeada com doações feitas por adeptos do Japão, onde uma campanha de arrecadação inicia no próximo mês de abril. Essa foi a notícia trazida em primeira mão pela Diretora-Presidente, professora Marie Murakami, durante a Cerimônia de Entrega da Certificação ISO 14.001, dia 7 de março último, no Salão Nobre da Sede Central.

Carbono Zero – De volta do Japão, onde participou da 81ª Solenidade Comemorativa da Fundação da Seicho-No-Ie e Transmissão da Sagrada Tocha da Verdade ao Supremo Presidente da Seicho-No-Ie, a professora Marie explicou que a ação faz parte dos esforços da Sede Internacional em neutralizar a emissão de carbono de suas atividades, a chamada campanha Carbono Zero.

De mudança – Enquanto a sede brasileira da Seicho-No-Ie faz sua parte de acordo com os caminhos apontados pela matriz, em Tóquio, esta desponta por suas iniciativas verdes. Depois de ser reconhecida pela Sede Mundial da ISO (Genebra, Suíça) como a primeira entidade do mundo religioso a obter a Certificação ISO 14.001, no ano 2000, a Seicho-No-Ie do Japão adquiriu uma área de 70 mil metros quadrados na Província de Yamanashi, na montanha de Yatsugatake, onde até 2012 será erguida nova sede administrativa sem uso de concreto, para onde serão transferidos todos os funcionários e rotinas.

Utilização de energia solar e de carros elétricos é dada como certa dentro desse processo. De acordo com edição recente do Jornal Enkwan editado pela Sede Internacional, o objetivo é “estabelecer um modo de viver com o mínimo de emissão de CO2” e “fazer com que os funcionários convivam com a natureza, respeitando-a e manifestando o Ensinamento da Seicho-No-Ie”.