Topo da página da Seicho No Ie com logotipo


Presidente Doutrinário da
Seicho-No-Ie para a América Latina


Preletor Fumio Nishiyama





Como manter a fé constante diante de abalos gerais



Reverências, estimado(a) Internauta.

 

Em tempos de abalos nas estruturas da sociedade é que podemos medir a nossa verdadeira força de fé.

 

Não importa quanto você tenha se abalado nesses tempos de Coronavírus. Na Seicho-No-Ie, acreditamos que o importante não é quanto você possa ter fraquejado, pois você ainda é um ser divino, búdico e portador do verdadeiro valor da Vida. E o melhor, pode manifestar isso agora mesmo!

 

O que fazer quando o abalo na fé é sentido? – Desde o princípio, a sua natureza divina é pura, afável e inabalável. É o que chamamos de corpo verdadeiro, o filho de Deus que somos em essência. No entanto, pelas leis da mente segundo as quais só se manifesta aquilo que se reconhece, você não será maior do que o tamanho que consegue enxergar a si mesmo com os olhos mentais

 

Portanto, a primeira dica durante uma situação de incertezas sobre a sua própria convicção, é olhar primeiro para dentro de si e analisar o que vê. Na Seicho-No-Ie, afirmamos o nosso Eu divino, dotado de Sabedoria, Amor e Vida de Deus (CLIQUE AQUI E VEJA AS OPÇÕES DE TÍTULOS DE LIVROS EM NOSSA LOJA VIRTUAL QUE APROFUNDAM A SUA CONVICÇÃO DE SER FILHO DE DEUS).

 

Como vencer esse inimigo da fé, a ansiedade? – A ansiedade não deve ser “combatida” como se fosse um monstro. Para fortalecer a sua fé, não deve lutar contra um “fantasma” chamado ansiedade. Ela não tem substância real porque não foi criada por Deus. É como diz a Sutra Sagrada Chuva de Néctar da Verdade: ... estas se assemelham às diabólicas opressões que, em sonho, podem nos fazer sofrer; mas, ao despertarmos, percebemos que não existe força alguma para nos oprimir. Basta voltar a mente para o lado luminoso da vida, de si e de todos. Assim, a força da mente e da palavra fará o resto, eliminando a ansiedade e recobrando a sua fé.

Para que a fé se mantenha nas horas mais dramáticas – Muitos dizem que a força do ser humano aparece nas horas de crise. Não deixa de ser verdade. Mas a fé é algo que vai sendo sedimentado durante a época de bonança. Se durante a fase boa você se torna displicente com as coisas de Deus, se não consegue abandonar ideias fixas e mau-humor que causam tolhimento à alma, então, na hora H a sua fé será mais abalada do que imagina.

 

Renove sua fé agora mesmo, seja qual for o tamanho do abalo – Na teoria, sabemos que as dificuldades não devem dar a medida da nossa fé. Mas quando na prática nós fraquejamos mediante um abalo geral, como o da pandemia do Coronavírus, essa é a hora de nos voltarmos com ainda mais força para Deus-fonte, para a origem da totalidade da Vida. Repita: “Oh, Deus, que estais no profundo da minha alma! Oh, força infinita, manifeste-se!”.

 

Podemos obter grande força espiritual para alcançarmos a saúde pela intensificação da fé – desde que tenhamos uma mudança de atitude mental, que é, em suma, voltar a mente para a Luz de Deus, por mais densa que possa parecer a treva e por maior que possa se mostrar o abalo geral.

 

Muito obrigado.

 

 

 



Por que a Seicho-No-Ie diz “não” ao estilo de vida que tortura a natureza



Reverências, estimado(a) Internauta.

 

Devido à lei do “Dá e receberás”, o ser humano, que tem torturado a natureza, está recebendo também torturas na forma de doenças, ao longo dos últimos anos. Também por isso, a Seicho-No-Ie diz NÃO ao estilo de vida que prejudica a natureza.

 

Neste texto, baseado no pronunciamento do Supremo Presidente da Seicho-No-Ie, Professor Masanobu Taniguchi, de 11 de março de 2020, trazemos alguns elementos importantes para a compreensão do momento de crise atravessado pela humanidade, mediante o Coronavírus.

 

O que o nosso estilo de vida tem a ver com a pandemia do novo Coronavírus – A humanidade corre grande perigo devido ao estilo de vida adotado por todos nós, baseado no antropocentrismo, no individualismo, no consumismo, inclusive na alimentação à base de carne.

 

Tais comportamentos, que geram a destruição da natureza, estão alicerçados na ideia de que os mais fortes vencem. Por se acreditar nessa lei, os massacres são tolerados – de vegetais, animais e até humanos.

 

Os animais, que passam a ser confinados próximos aos centros mais populosos, acabam sendo hospedeiros de doenças como as causadas, por exemplo, pelas viroses da gripe suína que já ficou famosa no passado.

É possível um modo de vida diferente do atual? – Sim. Infelizmente, muitos afirmam que se não fosse esse estilo de vida, que teve início com a Revolução Industrial, ainda estaríamos vivendo em grande estado de pobreza.

 

Mas isso não é verdade, pois há meios de usar as máquinas sem agredir a natureza, crescendo junto a ela e sem destruí-la. A ganância de acumular, que vem deixando os ricos cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres, está por trás desse desequilíbrio ambiental nocivo à vida.

 

A Seicho-No-Ie vem dizendo que é possível mudar isso na prática, principalmente dando o exemplo na forma dos Clubes da Seicho-No-Ie (Horta, Artesanato e Bicicleta), e com o incentivo à dieta sem carne, entre outras tantas iniciativas que asseguram a Grande Harmonia entre Deus, Natureza e seres humanos AQUI E SAIBA MAIS SOBRE INICIATIVAS DA SEICHO-NO-IE EM RELAÇÃO AO MEIO AMBIENTE).

 

Como a Harmonia com a natureza pode evitar, na prática, o aparecimento de doenças como a Covid-19 – Antigamente, animais como as galinhas e os porcos viviam soltos. Hoje, aprisionados para atender à demanda por carne, acabam se tornando hospedeiros de vírus, tais como o H1N1, o SARS e atualmente o novo Coronavírus, que, segundo alguns cientistas, pode ter advindo de um animal chamado pangolim ou de morcegos.

 

A Covid-19, segundo a ciência, é uma doença zoonótica, ou seja, transmitida ao homem por animais. A maioria dos vírus que se hospedam em animais não faz mal ao ser humano. No entanto, aqueles vírus que fazem mal poderiam ser evitados, caso mantivéssemos a distância adequada dos animais hospedeiros. Não haveria necessidade de a humanidade manter contatos íntimos com esses animais hospedeiros, mas a ganância e o desejo carnal dos seres humanos fazem acontecer esses contatos (abate e consumo desses animais), que podem redundar nas doenças transmissíveis.

 

Assim, não comer carne é dizer à humanidade que uma dieta carnívora não é um modo de vida correto. A Harmonia com a natureza, que inclui eliminar a carne do cardápio, é uma proposta concreta de comportamento que pode evitar o surgimento de doenças causadas por vírus fatais.

 

Em nome da sobrevivência da humanidade, temos de rejeitar a lei do mais forte e assumir um modo de viver que manifeste a unidade entre Deus, Natureza e seres humanos, dentro do espírito que sempre norteia a Seicho-No-Ie que é a Grande Harmonia.

 

Muito obrigado.

 

 

 

Como superar a mente coletiva
que afirma “doença”



Reverências, estimado(a) Internauta.

 

O ser humano sofre desventuras coletivas através da história como forma de autopunição.

 

Por quais razões a mente coletiva manifesta doenças em grande número de pessoas – Primeiro, porque guarda dentro de si a ideia de pecado. Segundo, porque mantém a ideia de que nós somos constituídos de mera matéria, ou seja, somos algo perecível e finito. Isso é uma grande ilusão.

 

Na Sutra Sagrada Chuva de Néctar da Verdade está escrito: “A ilusão fundamental que faz o homem ter o pesadelo de que o pecado, a doença e a morte são existências verdadeiras surgiu, em tempos remotos, da teologia segundo a qual o homem é feito do pó da terra; e, nos dias atuais, da ciência moderna segundo a qual o homem é feito de matéria. Isso constitui a ilusão inicial que leva o homem a imaginar o pecado, a doença e a morte.”

 

Esses pensamentos, enraizados na mente da humanidade, de maneira coletiva, possuem muita força e nos atingem na forma de doenças, em maior ou menor grau, dependendo da mente de cada um. Mas isso não significa que estamos fadados a ficar doentes a qualquer hora. De maneira geral, se estamos em sintonia com Deus, estaremos recebendo a proteção divina e poderemos viver com saúde. Mas, consta ainda na Sutra Sagrada Chuva de Néctar da Verdade: “Porém, chegará por fim a hora em que a Vida não mais necessitará do casulo de carne. Nesse momento, a Vida romperá o casulo de carne e ascenderá a um mundo de muito maior liberdade.” E assim prossegue na sutra: “Não façais disso a morte do homem”, porque o homem é espírito, é Vida Eterna.

 

Qual ideia nutrir para anular a mente coletiva que gera doença? – A ideia primordial para nos afastarmos da negatividade da mente coletiva é a afirmação decidida, a fé de que somos filhos de Deus, a autorrealização de Deus. Precisamos despertar para o fato de que não somos corpo carnal e sim espírito, de Vida Eterna, indestrutível e imortal.

Devemos viver naturalmente o valor eterno, ou seja, no mundo de Deus onde todos se reverenciam, se agradecem, onde oram uns pelos outros e se vivificam mutuamente. Nele, não há matança e nem desperdício. Impera o respeito e a harmonia a todas as formas animadas e inanimadas, sem exceção.

 

Assumir essa ideia no seu dia a dia, lembrar-se disso o tempo todo, e imaginar a saúde, a alegria e a Vida. Isso faz, por si só, com que coloquemos a mente em direção correta, em sintonia com o que é eterno e não com a mente coletiva. Na prática, significa começar a agradecer a todas as coisas com um constante “Muito obrigado, sou filho de Deus, muito obrigado, sou filho de Deus”.

 

A mente correta não pode ser atacada por vírus – A mente correta vem de agradecer, mas também de agir. Quando o Supremo Presidente da Seicho-No-Ie, Professor Masanobu Taniguchi, nos aponta um estilo de vida que corresponda à vontade de Deus, por exemplo, as práticas que buscam a harmonia com a natureza, ele fala dessa sintonia primordial.

 

Ou seja, de transcender a mente coletiva que mata e usurpa para nos sintonizarmos com o mundo de Deus, onde nenhum ser prejudica o outro – e, portanto, não existe pecado e nem a ideia de morte, anulando, assim, também a ideia de que somos corpos carnais.

 

Quando uma pessoa vive em harmonia com todas as coisas do Céu e da Terra, não pode ser atingida por micróbios e nem por espíritos baixos, conforme está escrito na Revelação Divina da Grande Harmonia (CLIQUE PARA SABER COMO OBTER A Sutra Sagrada Chuva de Néctar da Verdade, ONDE CONSTA A Revelação Divina da Grande Harmonia), pois ela se afasta da “correnteza” mental que arrasta a humanidade para a autopunição na forma de doenças.

 

Como começar a agir mentalmente de forma correta – Tome a decisão agora mesmo: “Serei correto daqui por diante!”.

Que é ser correto? Quando a sua mente individual se harmoniza, reverencia, agradece e age na direção da preservação de todas as formas que constituem o universo, ela passa a anular em grande medida a mente coletiva negativa e desarmoniosa que acredita que só a morte do outro pode significar a sobrevivência do seu próprio corpo carnal, pensamento baseado na incorreta ideia de “luta pela sobrevivência e prevalência do mais apto”.

 

Somos a autorrealização de Deus – mas para manifestarmos a Saúde Infinita, é preciso nos sintonizarmos com o mundo de Deus, mantendo a nossa mente e os nossos atos corretos, em grande harmonia.

 

Muito obrigado.

 

 

O uso correto da palavra durante
o distanciamento social



Reverências, estimado(a) Internauta.

 

Justamente nos tempos de crise é que devemos nos atentar ainda mais para o fato de que o mundo material é reflexo da mente.

 

Para não nos sintonizarmos com a mente coletiva, que nessas épocas vibra negatividades e pessimismos, devemos usar intensamente o Poder da Palavra. Para tanto, vamos tirar proveito positivo do distanciamento social gerado pela pandemia do novo Coronavírus.

 

Uso correto da palavra nas redes sociais – No mundo da Imagem Verdadeira todos nós somos filhos de Deus e perfeitos. Porém, ao nível do mundo fenomênico, ou da matéria, estamos sujeitos às leis fenomênicas.

 

Muitos acreditam que a Verdade profunda e a salvação requerem palavras difíceis, fora daquelas que usamos no dia a dia. No entanto, a Sabedoria de Deus se manifesta pelo correto uso das palavras simples que escolhemos em nosso cotidiano.

 

Quando, por alguma razão, temos de nos distanciar fisicamente como no período da crise sanitária global ocasionado pela Covid-19, é vital para a mente coletiva da humanidade que usemos os meios eletrônicos para trocar palavras de incentivo, encorajamento, saúde, esperança e paz.

Como separar as informações do que é mera negatividade – A palavra sintoniza com a situação correspondente ao seu conteúdo. Assim como por meio dela podemos nos sintonizar com Deus, também podemos atrair a negatividade que ela carregar. Por isso, é essencial sempre selecionarmos bem o que dizemos.

 

Alguém pode perguntar: “mas que fazer, se é preciso se manter informado e conectado com o que está acontecendo no mundo, e isso vem de forma negativa ou alarmante? Como não manter isso na mente e não reproduzir?”.

 

Veja que muito se está falando de solidariedade também. Em tempos de distância física, qual a melhor forma de solidariedade? É a oração que visualiza o Bem e a Saúde Absolutas de Deus. Em suma, absorva informações úteis e procure voltar a mente para Deus na maior parte do tempo, orando pelas pessoas e enviando-lhes posts positivos, por exemplo.

 

Como fazer funcionar na prática o poder das palavras positivas – O ideal é selecionar um momento do dia para se inteirar dos assuntos a respeito da crise sanitária, mas na maior parte do tempo ler e acessar conteúdos positivos – e orarmos uns pelos outros.

 

Relembrando, este mundo é reflexo da mente. Se quisermos vê-lo se manifestar de outra forma, devemos ocupar a nossa mente com os conteúdos que desejamos ver se manifestarem diante de nossos olhos carnais.

 

Como aproveitar o distanciamento social de forma positiva? – Lendo, digitando, fotografando, gravando em áudio e, logicamente, pensando e sentindo PALAVRAS ILUMINADORAS (CLIQUE AQUI E ACESSE NOSSA LOJA VIRTUAL, COM CONTEÚDOS ILUMINADORES).

 

Leia livros e revistas da Seicho-No-Ie, assista às reuniões virtuais, tome contato com as afirmações positivas, orações, mentalizações e palestras (CLIQUE AQUI E ACESSE NOSSO CANAL NO YOUTUBE).

 

Faça bom uso do distanciamento social, via redes sociais, aproximando as pessoas de Deus ao enviar-lhes orações e palavras positivas na maior parte dos momentos de interação.

 

Muito obrigado.

 

 

Tenha uma visão correta de si mesmo



Reverências, muito obrigado.

 

Essas linhas foram escritas em favor do seu despertar para a sua natureza divina de filho(a) de Deus.

 

Seja sempre abençoado com grande dose de autoconfiança! Muito obrigado!

 

Receba a inspiração de nossa Mensagem do dia de hoje. CLIQUE AQUI e obtenha uma energia extra e reconfortante.

 

Vença no dia de hoje – Não importa como sua vida esteja, há sempre algo que você pode fazer e triunfar nisso. Vença, agora mesmo, o sentimento de insignificância. Dê-se um sinal de alerta, convoque-se a sentir a luz, não alimente mais nenhuma má ideia de si. Abandone o complexo de inferioridade pois você é filho de Deus, com potencialidade infinita.

 

Traga-se de volta do lugar escuro que possa ter encarcerado a si mesmo. Ensina o prof. Masaharu Taniguchi em A Verdade da Vida, v. 39, à página 54: “Sua vida tem origem na única Grande Vida”. Isso torna você importante demais para Deus. Tome a decisão de se sentir à altura de seu Pai-Criador.

Rebaixar-se é vaidade e não humildade – Muitos confundem anular o ego com autodesprezo. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Anulamos o ego diante de um centro para convergirmos em unidade com aquilo que é Absoluto e verdadeiro, a Imagem Verdadeira da Vida.

 

A autocompaixão vem de se sentir apartado da totalidade da Vida. Quem se diminui não faz a vontade de Deus. Desprezar-se é uma forma de vaidade e não de humildade.

 

Assegure seu espírito no sentimento de gratidão – O mundo é materialização do nosso sentimento e da ótica mental. Assim, toda dor existencial vem da mente carente de gratidão, e da mente em desavença, irada e inquieta. Se não agradecer, não reconhece. Se não reconhecer, não se manifesta. Simples desse jeito.

 

Não se apoie somente em coisas materiais, em resultados ou no modo como é visto – as perspectivas do mundo fenomênico, ilusório, reflexo da mente humana, não devem ser o guia dos seus dias sobre a Terra.

 

Tome por referência a ideia do Homem indestrutível, originariamente livre, que não depende de princípios mutáveis para ser feliz. O que é transitório não tem consistência, não vem de Deus, não é Real.

 

Creia em sua potencialidade infinita e assim será! Agradeça a todas as coisas do Céu e da Terra. Tudo vive, tudo brilha! No mundo de Deus tudo está certo! Observe em si mesmo a Vida perfeita de Deus, agradeça-a e, então, a visão certa da vida fará com que tudo em sua vida passe a dar certo.

 

Muito obrigado.