Topo da página da Seicho No Ie com logotipo


Diretor-Presidente da
Seicho-No-Ie do Brasil


Preletor Yoshio Mukai





Feliz Dia dos Pais



Reverências, muito obrigado.

 

Olá, estimado internauta.


Neste momento, tome seu pai nos braços da sua mente.

 


Brade, agora mesmo, a partir das fibras do seu ser: tudo o que sou é porque papai o é em mim! Tal como Deus me sustenta, sou continuidade espiritual de papai!! Muito obrigado, papai!

 


Meu Feliz Dia dos Pais vai também a todos os filhos, porque não há pai que não more dentro da própria alma de cada filho. São, de fato, dois em um, e isso não é figura de linguagem.

 


Pais são sagrados como Deus – Aprendemos, na Seicho-No-Ie, que o amor aos pais é o caminho da Vida. Não é mero sentimento, dar uma gravata, cinto, meias ou uma xícara customizada, e tudo certo – “no próximo agosto cumpro de novo o protocolo social do 2º domingo e pronto, sou um bom filho”.

 


Nossos pais devem ser alvos de nossa devoção mais profunda, tal como nos referimos a Deus, ao sagrado, ao Céu, porque, conforme aprendemos na Seicho-No-Ie, o amor de Deus se manifestou na forma de corpo carnal, visível e palpável, através dos pais.

 


E quando você não consegue amá-lo – O Amor não existe para obedecer às coisas, são as coisas que devem se subordinar ao Amor. Por isso, não importa o que passou, se papai não foi bom com mamãe, se teve vícios, se foi um perdedor aos olhos da sociedade. Esse é o aspecto aparente, exterior, um expediente da Vida que se manifestou dessa forma para salvar você.

 


Na obra Buscando o Amor dos Pais, assinada por um decano do ensinamento da Seicho-No-Ie, prof. Kamino Kusumoto, há a seguinte citação:

 


Posso confirmar com absoluta convicção de que a gratidão transformou os pais, até então tiranos, em pais profundamente amorosos. (Buscando o Amor dos Pais, p. 128, 2002) (CLIQUE AQUI e peça o seu pela Internet. Isso pode mudar sua vida)..

 


Razões pelas quais talvez seu pai tenha sido durão – Talvez seu pai tenha sido do tipo maxilar duro, e isso tenha deixado você com um sentimento de certa repulsa, ainda que em nível subconsciente.

 


É exatamente isso que pode estar travando a sua prosperidade. Livre-se disso agora mesmo e agradeça-o, do profundo do seu ser – seu pai está no seu íntimo, e recusá-lo é recursar a própria vida.

 


Acredite, a armadura de pedra que seu pai tinha no espírito era para poder suportar o peso do mundo, a fim de ele conseguir chegar em casa e não desabar diante da família – e então se disfarçava de rocha.

 


As mãos secas e desertas de carinho viam brotar calos petrificados de combate, de ter de apertar suas digitais contra aço, um volante, uma extrusora ou teclados, nos quais tinha de afundar o seu espírito durante o expediente – e então poder lhe alimentar.

 


Também por essas razões, tome seu pai nos braços da sua mente, mas principalmente porque você vive no mundo porque ele vive em você. agradeça-o como quando ora a Deus, e verá o Paraíso se manifestar em sua vida.

 


Muito obrigado!