Página Principal
Academias
Sobre a Seicho-No-Ie
Forma Humana
Práticas e Cerimônias
Presidentes
Meio Ambiente
Museu Histórico
Organizações
Artigos
Relatos
Notícias
Mensagem do Dia
Lista de Orações
Sede Central
Domingo da SNI
Seminário da Luz
Programação 2013-2014
Seicho-No-Ie no Ar
Revistas da SNI
Círculo de Harmonia
Enkan
Brasil
América Latina
Outros países
Fale Conosco
Webmaster
Regras de Internet
Direitos Autorais
 

 

27 de Setembro – Revelação Divina da Grande Harmonia




No mês em que um dos pilares doutrinários da Seicho-No-Ie comemora 81 anos desde seu advento, saiba como vivenciar as bênçãos que ocorrem pela sua simples leitura.

Em 27 de setembro de 2013 completa-se 82 anos de um marco para a Seicho-No-Ie. Neste dia, o fundador do Movimento, prof. Masaharu Taniguchi recebeu a Revelação Divina da Grande Harmonia.

O que é uma revelação divina?
O professor Masaharu Taniguchi no ensina que as revelações divinas são orientações de Deus, acessíveis a todos nós, uma vez que somos todos filhos de Deus.

Nós, por sermos Deus em nossa essência, somos perfeitamente capazes de ouvir a “revelação divina” independentemente de termos ou não dons mediúnicos, à medida em que nos afastamos do apego. (A Verdade da Vida Vol. 8, p. 60 - 12ª ed.)


Por que essa Revelação é tão importante? – Encontrada no início da Sutra Sagrada Chuva de Néctar da Verdade, que é o conjunto de poemas que trazem a essência do Ensinamento, essa Revelação está contida em apenas três páginas e meia e pode ser lida em menos de dois minutos. Sua importância está no fato de que, como o próprio nome diz, não são apenas “palavras”. Trata-se de “revelações”, que foram “ditadas” a partir do plano “Divino”. Portanto, é “Luz” espiritual que salva pelo simples contato. Corações que estão fervorosamente à procura de Deus nunca saem “vazios” desta leitura. A mensagem transmitida no texto é sobre a importância que cada pessoa deve dar à gratidão e, principalmente, o crescimento espiritual através da harmonia com todas as coisas existentes.

O que pode ocorrer na vida de quem lê?
– Mudanças e bênçãos, muitas delas imediatas, que os leitores geralmente consideram como fatos “milagrosos”. Hoje, é incalculável, em todo o mundo, o número de pessoas que, nessas oito décadas, venceram graves doenças, prosperaram e salvaram seus lares depois que passaram a ler e vivenciar essa Revelação diariamente, com todo o fervor.

Por que se diz que a Revelação é “sagrada”? –
Na obra Viver Junto com Deus (pág. 104), o prof. Masaharu Taniguchi explica o processo como surgiram os textos que formam a sutra sagrada (que traz a Revelação Divina da Grande Harmonia) e que foram recebidos diretamente de Deus, e em que contexto os próprios leitores os definiram como “sagrados”:
“Enquanto redigia os textos, surgiam naturalmente frases em forma de versos, embora a minha intenção não fosse a de escrever poemas (...). A coletânea desses poemas constitui a parte “Poemas Sagrados” do volume 20 da coleção A Verdade da Vida. Aconteceu que, lendo um desses volumes, intitulado Chuva de Néctar da Verdade, muitas pessoas obtiveram curas milagrosas”.

Existe alguma “formalidade”? Todos podem ler? – Sua leitura não requer rito e é feita tanto pelos adeptos da Seicho-No-Ie como por praticantes de outras religiões e filosofias. Os resultados são os mesmos, sob apenas uma condição: ler com toda a sinceridade, fé e mente dócil diante de Deus. Em voz alta ou baixa, uma vez ou várias vezes, no quarto antes de dormir ou na fila do banco – não importa. O mais importante é você gerar, em si mesmo, a “atmosfera” mental que sintoniza com as “Ondas da Salvação de Deus”.

Comece a ler a Revelação Divina da Grande Harmonia, todos os dias sem falta, e ilumine cada vez mais todos os aspectos de sua vida.

 

Revelação Divina da Grande Harmonia

Reconcilia-te com todas as coisas do céu e da terra. Quando se efetivar a reconciliação com todas as coisas do céu e da terra, tudo será teu amigo. Quando todo o Universo se tornar teu amigo, coisa alguma do Universo poderá causar-te dano. Se és ferido por algo ou se és atingido por micróbios ou por espíritos baixos, é prova de que não estás reconciliado com todas as coisas do céu e da terra. Reflexiona e reconcilia-te. Esta é a razão por que te ensinei, outrora, que era necessário te reconciliares com teus irmãos antes de trazeres oferenda ao altar. Dentre os teus irmãos, os mais importantes são teus pais. Mesmo que agradeças a Deus, se não consegues, porém, agradecer a teus pais, não estás em conformidade com a vontade de Deus. Reconciliar-se com todas as coisas do Universo significa agradecer a todas as coisas do Universo. A reconciliação verdadeira não é obtida nem pela tolerância nem pela condescendência mútua. Ser tolerante ou ser condescendente não significa estar em harmonia do fundo do coração. A reconciliação verdadeira será consolidada quando houver recíproco agradecer. Mesmo que agradeça a Deus, aquele que não agradece a todas as coisas do céu e da terra não consolida a reconciliação com todas as coisas do céu e da terra. Não havendo a reconciliação com todas as coisas do Universo, mesmo que Deus queira te auxiliar, as vibrações mentais de discórdia não te permitem captar as ondas da salvação de Deus. Agradece à Pátria. Agradece a teu pai e a tua mãe. Agradece a teu marido ou a tua mulher. Agradece a teus filhos. Agradece a teus criados. Agradece a todas as pessoas. Agradece a todas as coisas do céu e da terra. Somente dentro desse sentimento de gratidão é que poderás ver-Me e receber a Minha salvação. Como sou o Todo de tudo, estarei somente dentro daquele que estiver reconciliado com todas as coisas do céu e da terra. Não sou presença que possa ser vista aqui ou acolá. Por isso não me incorporo em médiuns. Não penses que, chamando por Deus através de um médium, Deus possa Se revelar. Se queres chamar-Me, reconcilia-te com todas as coisas do céu e da terra e chama por Mim. Porque sou Amor, ao te reconciliares com todas as coisas do céu e da terra, aí, então, Me revelarei.

(Revelação Divina da noite de 27 de setembro de 1931.)