Página Principal
Academias
Sobre a Seicho-No-Ie
Forma Humana
Práticas e Cerimônias
Presidentes
Meio Ambiente
Museu Histórico
Organizações
Artigos
Relatos
Notícias
Mensagem do Dia
Lista de Orações
Sede Central
Domingo da SNI
Semana da Paz
Seminário da Luz
Programação 2013-2014
Seicho-No-Ie no Ar
Revistas da SNI
Círculo de Harmonia
Enkan
Brasil
América Latina
Outros países
Fale Conosco
Webmaster
Regras de Internet
Direitos Autorais
 


O princípio de Convergência ao Centro é compatível com o espírito de rebeldia?


A organização da Seicho-No-Ie é composta por idealistas que trabalham em harmonia com um objetivo comum. Mas, embora sejam minoria, há aqueles que se tornam dirigentes, e depois de algum tempo demonstram resistência em acatar as orientações e determinações das instâncias hierárquicas superiores. Há alguns que passam a ser opositores de sua regional, Sede Central e até de coordenadas da Sede Internacional. Essas pessoas dizem que não estão violando princípio de "Convergência ao Centro", que constitui importante orientação direta do fundador da Seicho-No-Ie, professor Masaharu Taniguchi.

Eles costumam dizer: "Minha postura é perfeitamente convergente ao centro, porque o Centro é Deus e eu sigo a vontade de Deus". E é frequente citarem o artigo 8, das Diretrizes do Movimento de Iluminação da Humanidade, do livro O que Deve Fazer o Dedicado a Iluminação, em que consta: : O Movimento de Iluminação da Humanidade não tem como centro a vontade humana. O centro é a vontade de Deus". E ao questionarem as decisões da Sede Central, costumam citar outro trecho do artigo 8, onde se lê: "O edifício da Sede Central da Seicho-No-Ie instalada na Terra nada mais é que um escritório", tentando assim desqualificar a autoridade da Sede Central, como se sua função fosse apenas a de organizar papéis e carimbar documentos.

Gostaria de convidar a todos para atentarem com sinceridade e humildade ao texto completo do artigo 8, das Diretrizes do Movimento de Iluminação da Humanidade, citado acima, em que o mestre Masaharu Taniguchi reconhece claramente a organização instituída como canal por onde fluem as orientações, não só burocráticas, mas também doutrinárias:

Na qualidade de órgão que executa aqui na Terra os serviços doutrinários e burocráticos desse movimento, foram instituídos o supremo presidente e o vice-supremo presidente, como também o diretor-presidente, os diretores, os presidentes da Associação dos Preletores Regionais, os preletores regionais, os presidentes-executivos da Associação dos Jovens, os presidentes da Federação das Associações Pomba Branca e Fraternidade etc.

Essas pessoas questionadoras e opositoras, certamente são maravilhosos filhos de Deus, que, a sua maneira, também amam a Seicho-No-Ie, mas precisam despertar para sua real grandiosidade. O sagrado mestre Masaharu Taniguchi diz nas palavras do dia 10 de março, do livro A Verdade da Vida, volume 37: "O espírito de rebeldia é prova de inferioridade. O oposto do espírito de rebeldia é o 'espírito acolhedor' – espírito de compreensão e magnanimidade. Esse espírito provém da consciência de nossa própria grandeza".

No primeiro volume do livro Sabedoria da Vida Cotidiana em 363 Preceitos, página 121, o mestre Masaharu Taniguchi ensina:

Se os elementos internos da organização ficarem apontando os defeitos uns dos outros e lançando críticas mú­tuas, acabarão provocando a cisão interna, e isso servirá para enfraquecer cada vez mais a foça da organização no seu movimento de expansão externa, dificultando a concretização do objetivo de iluminar a humanidade.

Participar do movimento organizado da Seicho-No-Ie é colaborar para o estabelecimento do Reino de Deus na face da Terra e é um excelente exercício para anulação do ego. No mundo religioso, as posições mudam a todo instante e aquele que é está em posição hierarquicamente inferior a nós, amanhã poderá estar em posição superior e vice-versa. Onde quer que a vida nos coloque, devemos dar o nosso melhor com gratidão e contribuir para o desenvolvimento do todo. 


Eduardo Nunes da Silva
Aspirante a Preletor da Sede
Internacional