Página Principal
Academias
Sobre a Seicho-No-Ie
Forma Humana
Práticas e Cerimônias
Presidentes
Meio Ambiente
Museu Histórico
Organizações
Artigos
Relatos
Notícias
Mensagem do Dia
Lista de Orações
Sede Central
Domingo da SNI
Semana da Paz
Seminário da Luz
Programação 2013-2014
Seicho-No-Ie no Ar
Revistas da SNI
Círculo de Harmonia
Enkan
Brasil
América Latina
Outros países
Fale Conosco
Webmaster
Regras de Internet
Direitos Autorais
 


Cerimônia especial e seminário homenageiam
a sagrada irmã Teruko Taniguchi



As "pombas", como são carinhosa e respeitosamente chamadas as dirigentes da ala da Seicho-No-Ie voltada para as mulheres, deram mais uma mostra de seu carisma no Salão Nobre da Sede Central, em São Paulo, no último dia 20 de abril. A alta liderança da Associação Pomba Branca da SEICHO-NO-IE DO BRASIL (APB) reuniu-se para render homenagens à sua fundadora, a saudosa profa Teruko Taniguchi, que partiu para o mundo espiritual no dia 24 de abril de 1988. A Cerimônia do 23o Ano de Falecimento da esposa do fundador do Movimento, sagrado mestre Masaharu Taniguchi, promoveu o encontro, na mesma cerimônia, das últimas três presidentes da APB: a atual, Aspirante a Preletora da Sede Internacional Lílian Suzi Baffi Norimatsu; a anterior, a profa Leonor Ichikawa; e a profa Marie Mukarami, que atual­mente ocupa o cargo de Diretora-Presidente da SEICHO-NO-IE DO BRASIL. Esse encontro, que por si só poria contornos históricos ao momento, foi abrilhantado ainda mais pela presença do Presidente Doutrinário para a América Latina, prof. Yoshio Mukai, oficiante-mor da cerimônia. Na seleta plateia estavam ainda diretores da SNI/BR, superintendentes e funcionários da Sede Central, membros centrais da APB, presidentes regionais e de associações locais (português e japonês) e público em geral.

Amor – O retrato emoldurado do sorriso da homenageada, dentro do Quadro do Jisso, a delicada decoração com leques ricos em detalhes e a expressão de concentração dos participantes davam a impressão de que o amor estava tão presente e espesso, no ambiente, que poderia ser tocado com as mãos. "Tudo o que a profa Teuko Taniguchi nos passa diz respeito ao amor, seus livros, seu exemplo, sua vida, enfim, sua obra, tudo nela sempre foi carregado de amor", definiu a profa Marie Murakami durante a cerimônia.

Razão para viver – Após o cerimonial, foi a vez do seminário. Abrindo a programação, foi muito aplaudido um vídeo preparado pela Superintendência da APB, que mostrou imagens de várias fases da vida da homenageada e contou sua trajetória. Nas palavras de congratulação, a Presidente Nacional da APB, preletora Lillian Norimatsu, ressaltou o significado do seminário: "Este evento é para homenagear a Vida: a vida da profa Teruko Taniguchi e a nossa própria vida, pois graças a ela e ao seu marido nós encontramos razão para viver", declarou.

Atmosfera nobre – Em sua palestra, a profa Leonor Ichikawa ressaltou a importância histórica da sagrada irmã Teruko Taniguchi e disse: "Graças a ela é que hoje sabemos que a mulher é responsável pela paz mundial, pois pode edificar famílias felizes. As mulheres que renascem com esse pensamento têm uma atmosfera de nobreza espiritual", ensinou a profa Leonor.

Emoção "torrencial" – A preletora Celina Kisanuki Koshikene, pertencente à Regional SP-SANTOS e Membro do Conselho Executivo Central (CEC) da APB, não parava de enxugar os olhos. "Desde que minha mãe saiu sem sequelas de uma explosão graças à oração da Forma Humana, apesar das queimaduras de segundo grau, senti que a Seicho-No-Ie nortearia também a minha vida", contou a preletora Celina, que acrescentou: "Estar aqui para homenagear a profa Teruko é uma emoção suave e profunda, é uma alegria inexplicável", concluiu ela, tentando aparar uma torrencial chuva de lágrimas.

Já para a preletora Mizue Izaura Jyo, também Membro Central da CEC da APB, que atua na Regional MG/BH-PARAÍSO, "a imagem da profa Teruko exprime a essência de como a vida deve, tanto no papel de esposa, de mãe, de avó, enfim, de como devemos agir como mulheres", afirmou. 