Instagram oficial da Seicho No Ie do Brasil
Youtube oficial da Seicho No Ie do Brasil
Facebook oficial da Seicho No Ie do Brasil

08/08/2008
Salva depois de ficar entre a vida e a morte: Ednalva ergue-se do leito ao ler a sutra sagrada


Para Ednalva Fernandes Silva, dentro daquele quarto, o mundo não existia mais. Com 36 quilos e sem forças nem para andar, o lupus dissolvia suas esperanças e células. Conhecido também como LES (lupus eritematoso sistêmico), é uma doença em que a pessoa desenvolve anticorpos contra tecidos e órgãos do seu próprio corpo.

Sobre a escrivaninha da amiga, um livro a chama – Dois anos antes de tudo acontecer, Ednalva teve o primeiro contato com a Seicho-No-Ie. Sobre a escrivaninha, na casa da amiga Maria Luiza, um livro chamou sua atenção. À época, o drama era outro e a leitura serviu de conforto: Ednalva estava sofrendo de um amor não correspondido.

As dores chegam sem pedir licença – Em 2002 um mistério circulava pelos consultórios médicos da cidade de Cerejeiras, em Rondônia, onde Ednalva reside. Diante de um quadro de dores generalizadas, não se chegava a um diagnóstico. As internações se sucediam, as fortes dores chacoalhavam- na por inteiro.

Numa dessas passagens pelo hospital, um médico decidiu encaminhar Ednalva para Cuiabá. Uma série de turbulências pessoais adiou a necessária transferência.

– A faculdade, que eu não podia abandonar, e as dificuldades financeiras, entre outros problemas, seguraram-me na minha cidade – lembra Ednalva.

Definhando dia após dia – A imagem de Ednalva nas fotografias ficava cada dia mais robusta, diante de seu definhar em carne e osso, constante, febril, dramático. O hospital, a esta altura, era sua segunda casa. O poço parecia não ter fundo. Ao receber tratamento de um médico particular, no auge do desconsolo, um veredicto aponta um único caminho, o último. Ednalva estava desenganada.

Depois do fim do dinheiro e das esperanças, finalmente o diagnóstico – Lupus. Ela apresentava um estágio avançado e preocupante da doença que altera o sistema imunológico e, via de regra, atinge principalmente mulheres.

– Eu estava entre a vida e a morte. Internaramme com urgência. Fiquei sem andar. Perdi todos os movimentos. Caíram os cabelos. Eu não conseguia me alimentar. Meu peso estava em 36 quilos – descreve Ednalva.

O médico recomenda que Ednalva veja seu filho pela última vez – Pressentindo o pior, Ednalva disse à irmã que achava que nunca mais iria ver seu filho novamente. Feita a leitura da situação, o médico não só autorizou, como recomendou a visita. Não havia mais nada a ser feito. A imagem daquela mãe de família, amuada no leito, lembrava uma forca.

Quando todos contavam com o ponteiro dos segundos o tempo de vida que restava a Ednalva, um presente chegou às mãos dela.

Páginas que ressuscitam – Dona Clarice é daquelas presidentes de Associação Pomba Branca que olhamos e nos perguntamos: como aquele coração cabe em um só peito? Com fé, a líder do movimento na cidade de Cerejeiras enviou para Ednalva uma – sublinhe-se –, apenas uma Sutra Sagrada Chuva de Néctar da Verdade. Mais um jazigo continuaria vazio graças aos ensinamentos da Seicho-No-Ie.

“A simples leitura das escrituras Seicho-No-Ie...” I – A última força que restava em Ednalva era a de abrir os olhos. Mas o ato de ler era complicado. No entanto, ela queria mais do que simplesmente fabricar escuridão a cada vez que fechava as pálpebras. Começava a se comprovar, mais uma vez, que um coração que busca por Deus, com todas as forças, é o lugar onde Deus mais está presente.

– Comecei a ler a sutra sagrada, mas estava tão mal que não conseguia fazê-lo por completo. Até aquele momento, eu não sabia o poder que continha naquelas palavras, pois eu só lia os livros quando estava passando por dificuldades. Eu via neles apenas um conforto momentâneo – confessa Ednalva.

“A simples leitura das escrituras Seicho- No-Ie...” II – A leitura, com a alma inteira, produz iluminação. Com o coração puro como o de uma criança que adora ouvir sempre as mesmas histórias, Ednalva começou a ler a sutra sagrada degustando-a com todo o seu ser. E então ela começou a melhorar, melhorar, e hoje está totalmente curada.

Ela descobriu que não se passam os olhos na sutra como se fosse bula nem se apressam os lábios fazendo dela apenas um trava-língua. A Sutra Sagrada Chuva de Néctar da Verdade é o santo poder, palavras mais mágicas que poções, e, no entanto, simples como notas musicais, vindo e indo pelo sopro de Deus.

– Hoje sei o poder que a sutra sagrada tem. Agradeço ao mestre Masaharu Taniguchi, à minha família, a todos que oraram por mim e aos meus filhos maravilhosos – finaliza Ednalva Fernandes Silva, a“supermãezona” da Edcarla e do João Júnior.

 


Circulo de Harmonia