Instagram oficial da Seicho No Ie do Brasil
Youtube oficial da Seicho No Ie do Brasil
Facebook oficial da Seicho No Ie do Brasil

02/06/2008
A Superintendência das Atividades dos Educadores da SEICHO-NO-IE DO BRASIL recebe a visita da Supervisora Doutrinária do Panamá


A profa Berta Solìs de Archbold é preletora júnior e Superintendente Doutrinária da Seicho-No-Ie do Panamá. Além disso, ela é proprietária de duas escolas no Panamá e, em breve, de uma instituição voltada à educação infantil chamada “Angeles Alegres”. A profa Berta esteve no Brasil na ocasião da 52a Festividade do Santuário Hoozo e aproveitou para passar pela Superintendência das Atividades dos Educadores e contar- nos sobre o seu trabalho.

Há cinco anos ela e sua equipe aplicam a Educação da Vida no Colégio Bilíngüe Juan Pablo, tendo sua metodologia reconhecida e elogiada pelo Ministério da Educação daquele país. “No ano passado, no concurso nacional desportivo entre escolas, ganhamos nove medalhas de ouro. A escola cresceu muito, já temos duas unidades. Os pais recomendam nossa instituição aos amigos.”

Tudo começou quando foi criado o anteprojeto de pesquisa “Como melhorar o desempenho escolar dos alunos a partir de sua natureza espiritual”, a ser aplicado de 2001 a 2005 no citado colégio. A cada ano, uma nova série era introduzida, desde o pré-escolar até o 5o ano. O projeto teve uma formulação acadêmica com o prof. Andrés Culiolis Bayard, catedrático titular da Universidade do Panamá, que escreveu a tese “El fin Supremo de la nueva educación integral para el siglo XXI”, em dois volumes: o primeiro tratando do paradigma que guia a nova educação e o segundo de um guia prático de trabalho, com temas de aula e exercícios.

“Em toda a escola existem os métodos de ensino, que trabalham os processos, o nível cognitivo, e a filosofia da escola, o caráter de valores, visões, normas e o que desejamos. O que fazemos é deixar claro que não seguimos a filosofia comum, em que todos querem ter mais, pois quanto mais matéria mais poder. Quando as crianças estão emocionalmente bem, são aceitas e elogiadas, desenvolvem toda a sua potencialidade, seja qual for sua inteligência dominante (pictórica, musical, lógico-matemática, interpessoal, intrapessoal etc.)”, diz a professora.

O primeiro passo é a capacitação dos professores. Alguns autores como Jacques Delors, Giuseppe Flores d’Arcais e Anselm Grün, vindo ao encontro da teoria do prof. Taniguchi, contribuem para formar uma visão de homem centrada na perfeição interior do aluno.

O ambiente da escola também é transformado. A Oração pela Paz Mundial está afixada em painéis em diversos pontos da escola; nas salas de aula Palavras de Afirmação reforçam no aluno a sua capacidade infinita. Todas as manhãs, os alunos se reúnem em círculo e agradecem a seus pais, professores e à escola. Realizam uma meditação simplificada antes de começarem as atividades. Além disso, todas as famílias recebem Registros Espirituais para serem preenchidos.

“Quando um pai me procura, é incentivado a elogiar o filho e a ver seus aspectos positivos. Todo filho quer o amor de seus pais. Eu os ensino a transformarem a si próprios para que os filhos melhorem. Assim, rapidamente, as crianças passam a estudar por si mesmas e com alegria. Todos saem com uma Revista da Seicho-No-Ie nas mãos.”

A profa Berta também visitou outras escolas e ofereceu capacitação em Educação da Vida. “As escolas particulares precisam crescer e manter seus alunos. Quando falo com um diretor, mostro os benefícios da Educação da Vida e ofereço um treinamento gratuito. Um grande número de escolas está trabalhando com a Filosofia”.

Assim a profa Berta leva luz a muitas famílias, por meio de uma mudança no comportamento de pais e professores.

“Não há como mudar o mundo se não começarmos pela Educação. Uma vez perguntaram ao Imperador do Japão como ele conseguiu em tão pouco tempo transformar um país arrasado pela guerra em uma economia próspera, e ele respondeu: ‘Educação! Não há outro meio de transformarmos o mundo’”, diz a professora

(Colaboração de Afonso Junior Ferreira de Lima, colaborador da Superintendência das Atividades dos Educadores da SEICHO-NO-IE DO BRASIL)