Instagram oficial da Seicho No Ie do Brasil
Google Plus + oficial da Seicho No Ie do Brasil
twitter oficial da Seicho No Ie do Brasil
Youtube oficial da Seicho No Ie do Brasil
Facebook oficial da Seicho No Ie do Brasil

26/05/2008
14001, uma odisséia no espaço – e normas de como cuidar dele


A Sede Central da SEICHO- NO-IE DO BRASIL, por intermédio de seu Gabinete de Meio Ambiente, sob o comando do preletor Ademir Camillo Teixeira, está no caminho de certificar-se com a ISO 14001. Enquanto uma empresa de assessoria está em vias de ser contratada, a coluna de Ecologia do Boletim Informativo Círculo de Harmonia adianta- se para trazer alguns conceitos do que significa a certificação, na prática, e levanta alguns paralelos sobre a importância de levarmos uma vida cada vez mais espiritual, a fim de contribuirmos efetivamente com esse processo.

O que é ISO? – Quando escutou a expressão “ISO”, você já se pegou perguntando a si mesmo “O QUE É ISSO?”, com receio de parecer “por fora”, já que essa palavra a toda hora salta dos telejornais e da boca dos colegas mais ecologicamente corretos?

Pois aqui vai sua salvação ISO significa Organização Internacional para Normalização, ou International Organization for Standardization, expressão em inglês que deu origem ao que seria uma sigla. Mas não é correto afirmar que ISO é uma sigla. Na realidade, o nome ISO se originou da palavra grega óïò (isos), que significa igualdade. Com isso, a escolha do nome “ISO” reflete o objetivo da organização, que é a padronização entre diversas culturas. A sede está localizada em Genebra, Suíça. A entidade foi fundada em 1947 e hoje possui 119 países-membros.

Qual é o propósito da ISO? – É desenvolver e promover normas e padrões mundiais que traduzam o consenso dos diferentes países de todo o planeta. A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o representante brasileiro dentro da ISO.

14001, uma odisséia no espaço “interno” – A ISO que a SEICHO-NO-IE DO BRASIL vai buscar, a exemplo da Sede Internacional, que foi a primeira instituição religiosa do Japão a ser certificada, é a de número 14001. Em suma, essa ISO é a padronização de processos de empresas que utilizam recursos tirados da natureza e/ou causam algum dano ambiental decorrente de suas atividades. Numa primeira análise simplista, todos os colaboradores da Sede Central e Subsede terão de incorporar uma série de hábitos no espaço onde trabalham, ou seja, terão de “viver” cada vez mais em estado de oração, ou, ainda, estender cada vez mais a ligação com Deus para os atos rotineiros.

Agir em prol da natureza com alegria e sinceridade – As imagens do planeta derretendo enchem nossas salas de uma cor dramática que exala dos aparelhos de TV, mas ficamos mais calmos quando lemos os textos da Seicho-No-Ie. Não estamos numa corrida contra o tempo, mas na busca pela sinceridade com que nos adequamos aos comportamentos corretos. O sagrado mestre Masaharu Taniguchi nos ensina que a vida só existe na Terra porque o sol brilha com sinceridade, com inteireza, pleno de si mesmo.

No livro Caminho da Paz pela Fé, o prof. Masanobu Taniguchi nos c o n v i d a : “Mesmo que a sociedade de hoje pareça ser sombria, desejo que continuem desenvolvendo o nosso movimento com alegria e prazer”. Incorporar algumas regras que constituem as práticas da Seicho- No-Ie, como praticar a Meditação Shinsokan, com o tempo se torna um alegre hábito. Da mesma forma, também com a totalidade de nossos espíritos, devemos incorporar naturalmente hábitos harmoniosos para proteger o meio ambiente.

Sinceridade espiritual no dia-a-dia – Orar é sagrado, agir é santo, mas a louca solidariedade sem amor é hipocrisia. Os atos com a “alma inteira” devem pontuar nosso dia-a-dia. A melhor maneira de evitar o pior no amanhã é tornar a consciência de hoje limpa, com atos coerentes e sinceros.

Ser religioso não é passar seus dias enumerando na mente os problemas pelos quais precisa rezar, e se forçar a isso como medida de socorro. Orar é essencialmente agradecer de todo o coração. Da mesma forma, os atos coerentes com a proteção da natureza devem ir além do sentimento de obrigação, ou seja, devem ir além de se tornarem simples mecanismo de evitar o pior.

Os escribas e fariseus, citados no Livro de Mateus, na Bíblia, levavam vidas estritamente morais segundo as aparências, mas mantinham à sombra suas fraquezas. Por isso, Jesus Cristo disse: “Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder em muito a dos escribas e fariseus, jamais entrareis no reino dos céus” (Mateus 5:20). Não é possível progredir espiritualmente sem que se tente viver, com todas as forças, a Verdade compreendida pelo intelecto.

Auditorias periódicas serão realizadas por uma empresa certificadora – Certificar-se com a ISO 14001 significa que uma empresa credenciada e reconhecida pelos organismos nacionais e internacionais fará auditorias constantes. Nelas, será verificado o cumprimento de requisitos como o da legislação ambiental, diagnóstico atualizado dos aspectos e impactos ambientais de cada atividade, procedimentos-padrões e planos de ação para eliminar ou diminuir os impactos ambientais e verificação se há pessoal devidamente treinado e qualificado.

Dentro ou fora da Sede Central, nós, da Seicho-No- Ie, desde já devemos refletir em que parte de nós a consciência ecológica gerada pela ISO 14001 será “plantada”, se na superfície intelectual ou nas profundezas do espírito. Não são simplesmente regras, porém trata-se de um despertar espiritual que não pode ser forçado, mas aparecer na forma de atos quando a consciência estiver pronta, tal como o florescimento de uma semente que só pode vir de um crescimento natural.

O mundo precisa de religiosos em ação, sinceros e sem culpa – Segundoo relatório Planeta Vivo, desenvolvido pela organização WWF, em 2002, a humanidade consome 20% mais recursos naturais do que a Terra é capaz de repor sozinha.. É hora de agir. Por isso, seja bem-vindo à ISO 14001.

Agregar comportamentos que ajudam a coletividade em nada subtrai sua força na solução dos problemas pessoais do dia-a-dia. Elimine aquela pontinha de pensamento que diz “mais uma coisa com que se preocupar!”. Acontece o contrário: quando você age com sinceridade espiritual, aplica o infinito poder de Deus aos seus problemas, e tudo se ajusta. Não é preciso perder tempo tentando aprender a resolver os problemas, basta aprender a se sentir seguro em Deus e agir com naturalidade.

Por outro lado, não podemos nos cobrar “sinceridade espiritual” imediata, caindo para um cumulativo “sentimentozinho” de culpa. É engraçado como alguns religiosos se sentem ainda mais distantes de Deus do que os outros quando não conseguem seguir a regra ao pé da letra, justamente porque a conhecem bem. Já parou para observar como se sente no dia em que não conseguiu orar? Que tal, no dia em que não conseguir rezar, pensar assim: “Deus é tão bom que, mesmo sem eu ter orado, Ele cuida de mim do mesmo jeito”. Você terá feito uma oração maravilhosa.

 

 


Circulo de Harmonia - Junho 2008