Instagram oficial da Seicho No Ie do Brasil
Google Plus + oficial da Seicho No Ie do Brasil
twitter oficial da Seicho No Ie do Brasil
Youtube oficial da Seicho No Ie do Brasil
Facebook oficial da Seicho No Ie do Brasil

26/01/2009
Relação entre Vida e Sabedoria


Relação entre sabedoria e ordem

Vimos que a sabedoria tem o poder de colocar em ordem as coisas desordenadas. Surgimento de novos inventos, obras da engenharia que consistem em extrair minérios, forjá-los, cortar as chapas de metal em tamanhos adequados e construir máquinas — tudo isso é ação da sabedoria. Quanto mais a Vida se desenvolve, mais ordenada ela se torna, intensificando a ação de dispor as coisas de acordo com ordens estabelecidas. Até mesmo numa folha de árvore constatamos a sabedoria da Vida. A árvore não absorve indiscriminadamente os nutrientes do solo nem dispõe de maneira desordenada os elementos absorvidos. Com a sabedoria inerente à Vida, ela dispõe em perfeita ordem os nutrientes que absorveu. A ordem é manifestação da sabedoria e também da Vida. Onde existe Vida, necessariamente se estabelece ordem. Desaparecimento da ordem significa interrupção da ação da Vida. Existem pessoas que confundem a desordem com a liberdade. Mas onde não há ordem não pode existir a verdadeira liberdade. A liberdade é inerente à Vida; e a Vida, usando livremente a sua força, estabelece ordem em tudo.

Nosso corpo mantém-se vivo porque todos os seus componentes funcionam de maneira ordenada. As células se dispõem em perfeita ordem, e os órgãos internos — o coração, o fígado, o estômago, os rins etc. —, em seus devidos lugares, desempenham cada qual a sua função. Se as células se multiplicarem desordenadamente, surgirá um câncer; se o coração deixar de bater regularmente, a pessoa terá problemas tais como arritmia e taquicardia, ficará com a saúde comprometida e poderá morrer. Podemos dizer que onde está manifestada a Vida existe ordem; ou, em outras palavras, se existe ordem, é porque a Vida está atuando.

Relação entre liberdade e ordem

Como podemos perceber, ordem é muito importante. Hoje em dia, dá-se muita ênfase ao termo “liberdade”, e existe a tendência de considerar como violação da liberdade e dos direitos humanos qualquer medida para estabelecer ordem. Mas, para que algo funcione, é preciso que haja ordem. A Vida é uma força que domina o caos material e estabelece ordem. Os alimentos, ao chegarem no estômago depois de serem mastigados, continuam sendo elementos materiais em estado caótico. É preciso que a Vida coloque em ordem os componentes nutritivos, para que eles constituam o corpo sadio. A ordem e a organização estabelecidas pela Vida liberam a força vital e propiciam liberdade ao ser humano, em vez de restringi-lo.

Todos desejam a liberdade, mas existem pessoas que têm uma idéia equivocada a respeito de “ser livre”. Quando ouvem falar em direitos fundamentais e liberdade do ser humano, pensam que ser livre é fazer o que quiser como bem entender e agem de modo arbitrário, desmazelado e desorganizado, e justamente por isso acabam perdendo a liberdade. Podemos comparar tais pessoas a motoristas que dirigem de maneira arbitrária, sem respeitar as leis de trânsito, e acabam provocando um grande congestionamento, no qual eles próprios ficam presos e não conseguem prosseguir nem um metro. Existem muitas pessoas que não compreendem algo tão óbvio. Esse tipo de pessoa acha que seria uma maravilha se tudo fosse livre, se não existisse regras para nada. Mas, que seria deste mundo se todos fossem livres para agir como bem entendessem? Suponhamos que os professores digam aos alunos: “Não precisam acordar cedo para vir à escola; podem dormir quanto quiserem”, “Aqueles que preferem brincar podem continuar no pátio. Se não quiserem entrar na sala de aula, não precisam entrar”, “Quem quiser conversar ou cantar na sala de aula pode fazê-lo à vontade” etc., etc. É claro que, nessa circunstância, seria impossível ministrar aula. Parece ótimo poder fazer o que quiser da maneira que bem entender. Mas, se todos agissem desse modo, o mundo seria caótico, pois as pessoas imporiam a própria vontade umas às outras, e não haveria a verdadeira liberdade. Onde reina o caos, não existe a verdadeira liberdade e, portanto, não se manifesta a energia vital. Todo organismo precisa ser regido pela sabedoria.

Suponhamos que alguém diga para o próprio coração: “Não precisa funcionar com tanta exatidão, batendo 72 vezes por minuto. Pode relaxar um pouco, batendo, às vezes, somente cinco vezes por minuto, ou até mesmo ficar parado durante um dia. Mas, se estiver com muita vontade de trabalhar, pode bater 150 vezes por minuto”. O que aconteceria, se o coração aceitar essa sugestão e deixar de bater com regularidade? A pessoa morreria e, com ela, o coração também. Então, o espírito dessa pessoa lamentará: “Eu lhe dei liberdade total, eliminando todo e qualquer controle, mas você acabou morrendo. Pela ausência total de controle, você acabou perdendo a liberdade, pois parou de funcionar definitivamente”.

Do livro Você é Dono de Potencialidade Infinita, pp. 63-65