Instagram oficial da Seicho No Ie do Brasil
Google Plus + oficial da Seicho No Ie do Brasil
twitter oficial da Seicho No Ie do Brasil
Youtube oficial da Seicho No Ie do Brasil
Facebook oficial da Seicho No Ie do Brasil

16/10/2008
Seicho-No-Ie: esperança de novos ares dentro dos lares – e no meio ambiente


A Arábia Saudita da energia eólica – Essa expressão é utilizada pelo Vice-Supremo Presidente da Seicho-No-Ie, prof. Masanobu Taniguchi, no livro Primeiro Passo para a Paz, à página 136. Ele se refere à região de Great Plains, nos Estados Unidos, onde os ventos sopram intensamente. Ali, caso fosse construída uma usina eólica, a energia produzida poderia superar a produzida pela Arábia Saudita – tirando do Oriente Médio o fardo de estopim do mundo.

O efeito estufa – A energia fóssil, principalmente a advinda do petróleo, além de estar no epicentro histórico de muitas guerras (Guerra do Golfo, do Iraque etc.), é a principal geradora de gás carbônico, ou o gás do aquecimento.

O quadro geral não é otimista. Os esforços em defesa do meio ambiente empalidecem diante do cinza no céu das metrópoles. As frotas de automóveis aumentam, as florestas são derrubadas e o consumismo em massa se torna um suicídio lento. Tudo isso, enquanto sobe o nível dos mares e os desastres naturais se multiplicam.

Quanto tempo a atmosfera agüentará? – A atmosfera é muito estreita. Proporcionalmente, se o planeta fosse do tamanho de uma bexiga de aniversário, a atmosfera seria da espessura do material da bexiga.

Oito bilhões de quilos de CO2 são lançados na atmosfera por ano. Cerca de 4,8 bilhões são absorvidos pela fotossíntese dos vegetais. Os restantes, 3,2 bilhões, são acumulados, e 80% desse montante é absorvido pelos oceanos. Atualmente os cientistas se perguntam: há um limite para essa absorção? A Terra reagirá?

Será o meu carro um vilão ambiental? – No ano 0 da Era Cristã éramos 300 milhões de habitantes no planeta. No ano 2000 já havíamos chegado a 6 bilhões.Mesmo diante desses dados, alguns podem se perguntar: o metano das flatulências dos rebanhos de gado, os aerossóis e os nossos automóveis são realmente os responsáveis pelo aquecimento global? Ou em 2 mil anos o Sol pode ter aumentado de temperatura?

Para responder, basta dizer que dados científicos dão conta de que os últimos 12 anos foram os mais quentes de toda a História. Sem falar que a taxa de aumento da temperatura quase dobrou de 1905 a 2005.

Quem mora na praia terá de se mudar? – Segundo o meteorologista e pesquisador Paulo Nobre, não apenas quem reside em cidades costeiras como também toda a população da Europa poderão ter de se mudar. O nível do mar está subindo com o degelo nos pólos, mas há uma questão ainda mais séria, sobre a qual a mídia não está lançando seus holofotes. Normalmente a atmosfera e os oceanos se encarregam de transportar o calor do equador para a região polar, a fim de equilibrar a temperatura do planeta. Mas, se esse processo começar a falhar, o que será da Europa?

A alteração das correntes oceânicas pode alterar o clima na Terra? – Pode. E isso, em vez de séculos, poderá acontecer em algumas décadas. Há uma esteira transportadora de água nos oceanos. Essa corrente, ao chegar perto dos
pólos, libera o calor e volta pelo fundo do mar.

O aumento de CO2 nos mares pode ser a causa de o oceano Atlântico estar ficando cada vez menos salino, conforme dados obtidos desde 1960. Com isso, o bombeamento da esteira de águas quentes está diminuindo. Sem esse calor, a
Europa Ocidental poderá ficar coberta de gelo dentro de apenas algumas décadas.

Brasil, quarto maior emissor de CO2 do mundo – Este dado pode não ser novidade para muitos. No entanto, o estarrecedor é que 75% dessa emissão vem do corte e da queima de florestas. O petróleo, tido como o maior vilão, é conhecido como o “carbono morto”, mas o Brasil queima o
“carbono vivo”.

Quando olhamos para uma biblioteca, não medimos o carbono que há nela em forma de papel, mas o que está escrito nela. Nossas florestas contêm códigos de vida de valor superior até mesmo ao dos prejuízos na emissão de CO2.

O que significa atuar pela Seicho-No-Ie – Diante de todo este quadro, uma mudança de percepção em massa é necessária para modificar os rumos do planeta. A ação mental construtiva gerada em qualquer atividade da Seicho-No-Ie vai para o Universo e sedimentase em destino feliz e novos rumos para a humanidade.

Esse processo começa dentro de cada lar. Há erosão nos rostos, muitos corações estão em processo de desertificação. A geração que se alimenta de hambúrguer e de internet não pode ter perdido a noção do que é família, do lugar de onde saíram. Hoje, muitas pessoas parecem ser da web, nascidas de um download.

Aonde queremos chegar? Esta resposta é dada em eventos e reuniões da Seicho- No-Ie. Das caravelas à internet,“chegar” nunca foi o problema do ser humano. O caminho das almas começa no conviver. Em muitas casas o convívio dos dias precisa retornar. Por isso, cada reunião da Seicho-No-Ie é uma nova chance à harmonia dos lares, e lança-se ao Universo
a semente mental de um mundo que utilize mais energia limpa, protegendo o meio ambiente e produzindo a paz mundial.

 


Circulo de Harmonia