educadores
Entre em nossa página oficial do Facebook

 

Modelo de Pesquisa de Projeto Completo

ESTRUTURA DE PROJETO DE PESQUISA

1. ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

  • Capa
  • Folha de Rosto
  • Sumário

2. ELEMENTOS TEXTUAIS

  1. TÍTULO DO PROJETO
  2. IDENTIFICAÇÃO
    • Coordenador/Executor:
    • Local de desenvolvimento do projeto:
    • Período de realização:
    • População-alvo:
    • Equipe de trabalho (nomes e cargos):

3. JUSTIFICATIVA: deve primar pela clareza e concisão, redigida em texto sem tópicos.

  • Delimitação: área específica do conhecimento; espaço geográfico de abrangência da pesquisa; período estabelecido para sua realização.
  • Relevância: contribuição do projeto para subsidiar o conhecimento científico já existente e a sociedade de modo geral ou específico.
  • Viabilidade: financeira, material (recursos) e temporal.

4. PROBLEMA: interrogação que o pesquisador faz à realidade, fruto de leitura e/ou observação do que deseja pesquisar.

5. FORMULAÇÃO DE HIPÓTESES: possíveis respostas ao problema da pesquisa e orientam para a busca de outras informações.

6. OBJETIVOS: pretensões com a pesquisa.

  • Gerais: define e esclarece os focos de interesse da pesquisa de maneira ampla. (Geralmente redigido em uma frase, com verbo no infinitivo).
  • Específicos: definem os diferentes pontos a serem abordados, visando confirmar as hipóteses e concretizar o objetivo geral. (verbos no infinitivo: avaliar, analisar, compreender, constatar, demonstrar, descrever, elaborar, estudar, examinar, explicar, identificar, inferir, mensurar, verificar).

7. REVISÃO DE LITERATURA (BIBLIOGRÁFICA): análise de obras científicas recentes que tratem do assunto ou que dêem embasamento teórico e metodológico para o projeto; explicação dos principais conceitos e termos do projeto. Tudo isso demonstra que o pesquisador está atualizado nas últimas discussões no campo de conhecimento em investigação. Observar que a redação desse tópico não deve se constituir em simples resumos  ou citações colocados juntos, em seqüência, mas deve ser resultado de reflexão do pesquisador sobre as obras relacionadas.

8. METODOLOGIA: conjunto de métodos e técnicas usados na realização da pesquisa.
Há duas abordagens de pesquisa, que podem ser feitas ao mesmo tempo ou separadamente:

  • Qualitativa: aborda o objeto de pesquisa sem a preocupação de enumerar ou medir os dados coletados. Há a obtenção de dados descritivos mediante contato direto e interativo do pesquisador com a situação que é objeto de estudo. O pesquisador procura entender os fenômenos segundo a perspectiva dos participantes da situação estudada e a partir daí  vai elaborando sua interpretação dos fenômenos estudados.
  • Quantitativa: realizada para medir ou quantificar dados coletados.  Faz uso de técnicas estatísticas. É a dimensão mensurável da realidade.

Método: caminho a ser seguido na pesquisa. De acordo com João Álvaro Ruiz em Metodologia científica. Guia para eficiência nos estudos (13. ed. São Paulo: Atlas, 1985, p.131) é “o conjunto de etapas e processos a serem vencidos ordenadamente na investigação dos fatos ou na procura da verdade”.

Em uma pesquisa existem métodos de abordagem e métodos de procedimento.

  • Aabordagem: concepções teóricas usadas pelo pesquisador. Ex.: psicanálise, antropologia,  fenomenologia, estruturalista.
  • Procedimentos: relaciona-se à maneira específica pela qual o objeto será trabalhado durante o processo de pesquisa. São eles: histórico, estatístico, comparativo, observação, monográfico, econométrico e experimental.

Os métodos de pesquisa e sua definição dependem do objeto e do tipo da pesquisa. Os tipos mais comuns de pesquisa são:  de campo,  bibliográfica (somente com leituras), descritiva, experimental.

Os instrumentos  mais comuns usados nas pesquisas são  questionários, formulários, entrevistas, levantamento documental, observacional (participante ou não participante), estatísticas.

Também devem ser indicados na Metodologia as amostragens (população a ser pesquisada), o local, os elementos relevantes, o planejamento do experimento, os materiais a serem utilizados,a análise dos dados, enfim, tudo aquilo que detalhe o trabalho a ser percorrido para concretizar a pesquisa.

 

9. RESULTADOS ESPERADOS: resultados práticos esperados com a pesquisa (mais solicitado para projetos com financiamento. Nesse caso podem ser exigidos: números e características de publicações (artigos, livros etc.), comunicações em eventos, registro de patentes, exposição, criação ou industrialização de produtos).

 

10. CRONOGRAMA: estabelecimento de datas (dias, meses, anos) para cada uma das etapas do desenvolvimento da pesquisa, no tempo disponível para sua execução. Geralmente os cronogramas são divididos em meses.

 

Exemplo:

DESCRIÇÃO DAS ETAPAS

2002 / 2003

  MESES                       2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

 Revisão bibliográfica  x x x x x x x

 Coleta de dados           x x x

 Coleta de amostras               x x x x x x

 Análise das amostras                            x x x x x x

 Entrevistas                                                            x x

 Sistematização das

das entrevistas                                                               x x x x

 Análise dos dados e

elaboração da síntese                                                                 x x

 Primeira redação e

correção                                                                                             x

Entrega do relatório final                                                                         x

O cronograma fica mais fácil de ser visualizado se estiver em uma tabela.

O número de etapas do cronograma deve estar de acordo com o que foi proposto no projeto, especialmente na parte da metodologia.

 

11. ORÇAMENTO: indicação de materiais ou equipamentos necessários para o desenvolvimento da pesquisa, tais como: despesas de custeio (remuneração de serviços pessoais, materiais de consumo, outros serviços de terceiros e encargos), despesa de capital (equipamentos e material permanente).

 

12. REFERÊNCIA: indicação das obras e outras fontes (documentos, arquivos antigos, sites) usadas para a elaboração do projeto e necessárias à pesquisa. Devem ser indicadas em ordem alfabética e de acordo com as normas técnicas (as normas mais aceitas são as estabelecidas pela ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Há diferenças entre referências, referências bibliográficas e bibliografia.

Referências:  indica as obras que foram citadas no trabalho em questão. Pode indicar diferentes tipos de obras, como livros, periódicos ou documentos, sejam manuscritos, impressos ou em meio eletrônico.

Referências bibliográficas: quando o trabalho apresentar somente citações de obras publicadas em papel.

Bibliografia: indica todas as leituras feitas pelo pesquisador durante o processo de pesquisa.

13. ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS

13.1. Apêndice: elementos complementares ao projeto que foram elaborados pelo pesquisador. (Ex:: questionários, formulários de pesquisa de campo ou fotografias). Devem ser incluídos somente se extremamente necessários.

13.2. Anexos: também só devem aparecer nos projetos de pesquisa se forem extremamente necessários. São textos de autoria de outra pessoa e não do pesquisador. Por exemplo: mapas, documentos originais, fotografias tiradas por outra pessoa que não o pesquisador.

Algumas referências usadas na elaboração desse roteiro de projeto

http://www.univille.br/arquivos/2340_LV_Guiaprojeto_2006digital.pdf. Guia para elaboração de projetos de pesquisa. Universidade da Região de Joinville. Acesso em 31/05/2007

http://www.ead.fea.usp.br/cad-pesq/arquivos/C03-art06.pdf - Pesquisa qualitativa: características, usos e possibilidades. José Luis Neves/ FEA/USP. Acesso em 31/05/2007

http://www.comitepaz.org.br/download//PESQUISA%20QUALITATIVA.pdf. Fernando A C Bignardi. Reflexões sobre a Pesquisa Qualitativa & Quantitativa: maneiras complementares de apreender a Realidade. Acesso em 08/05/2007.

 

Algumas referências bibliográficas para pesquisadores:

ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith; GEWANDSZNAJDER. O método nas ciências naturais e sociais. Pesquisa quantitativa e qualitativa. São Paulo:Pioneira, 1998.

ANDRADE, Maria Margarida. Introdução à metodologia do trabalho científico: elaboração de trabalhos na graduação. São Paulo: Atlas, 1993.

CERVO, Amado L.; BERVIAN, P. A metodologia científica. 3. ed. São Paulo: McGraw-Hill, 1983.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 1985.

SANTOS, Antonio Raimundo dos. Metodologia científica: a construção do conhecimento. 3. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

TRIVIÑOS, Augusto N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

VISUALIZAÇÃO DOS ELEMENTOS DO PROJETO DE PESQUISA

Fonte: Universidade da Região de Joinville/SC

 

Voltar