educadores
Entre em nossa página oficial do Facebook

 

REUNIÃO DE CRIANÇAS DA SEICHO-NO-IE, TRADUZ-SE NA PRÓPRIA FELICIDADE DOS COLABORADORES

É sabido que o Movimento de Iluminação da Humanidade, encetado pela Seicho-No-Ie, conta com a colaboração de pessoas maravilhosas no Brasil e no mundo, que sentiram profundamente o chamado de servir a Deus em seus corações e trabalham com sinceridade para concretizar o ideal do Mestre Masaharu Taniguchi, fundador da Seicho-No-Ie.

Em todas as Federações, em cada Associação Local, podemos constatar a dedicação e o cuidado que esses lideres têm ao lidar com as questões sagradas, bem como a atenção dispensada aos que procuram a Verdade em nossas reuniões. Todo esse trabalho, que se reverte na felicidade de um número cada vez maior de pessoas, traz inúmeras bênçãos aos que dessa forma tomaram para si a missão de tornar palpável aos cinco sentidos "a imagem fiel do belo mundo dos sonhos", como consta no Hino Sagrado da Associação dos Jovens.

Como não poderia deixar de ser, as crianças também são assistidas em todas as suas necessidades durante as atividades da Seicho-No-Ie. Temos como grande exemplo desse trabalho, a ação dos abnegados colaboradores que, anonimamente, cuidam dos pequenos enquanto se desenrolam as atividades de divulgação da Verdade.

Tivemos no mês de Setembro passado o Seminário Especial para Educadores; um evento anual, promovido em comemoração ao Dia dos Professores. Realizado na Sede Central da Seicho-No-Ie do Brasil, o evento contou com a participação de grande número de educadores, que juntos puderam estudar um pouco mais sobre como ministrar a Educação da Vida e orientar seus alunos de acordo com a verdadeira natureza do ser humano – Filho de Deus. E enquanto as atividades rolavam no salão principal, havia colaboradoras dedicadas á tarefa de proporcionar um mini seminário para as crianças que compareceram por lá. A coordenadora desse trabalho era a Sra. Haruko, que liderava as demais colaboradoras e prestava toda atenção ás crianças. O mágico disso tudo é que, após esse cuidado todo com as crianças, ao final do Seminário, quem mais demonstrava felicidade não eram as crianças, que receberam todo o carinho, mas sim a Sra. Haruko e sua equipe: Vera, Márcia, Rodrigo e todos que colaboraram com esta atividade! Tanto que ela expressou em palavras seu sentimento de satisfação em ter podido executar esse trabalho maravilhoso; veja o depoimento dela após a atividade:

"Foi tão maravilhosa a reunião com as crianças! Eram reais anjos! Contamos histórias, fizemos dinâmicas com fantoches, tocamos violão e cantamos... Tomamos lanche, dançamos a música do Jabuti, cantamos o "Teste Musical", fizemos dedoche de origami, brincamos de corre cotia... Olha, foi maravilhoso! Eu e os demais colaboradores nos sentimos no Paraíso! As crianças agiram como verdadeiros Filhos de Deus, falando e agindo de forma especial! Ficamos extasiados. Uma sensação tão boa, que não dá pra expressar em palavras. Muito Obrigada."

Sentiu só a emoção? Esse sentimento é que recarrega as baterias da alma e nos deixa animados para expandir a doutrina da Seicho-No-Ie pelo mundo. É incrível o que acontece em nosso interior quando nos esquecemos de nós mesmos e doamos ao outro nosso tempo, nosso carinho e nossa atenção! Isso acontece porque na Verdade, ou seja, na essência, eu e o outro somos um. A felicidade doada ao outro retorna multiplicada e sentimos nisso a nossa verdadeira razão de viver. Essa sensação de plenitude, de coração preenchido e de felicidade ao ser útil para a felicidade do próximo é que nos instiga cada vez mais a querer ser um líder servidor da Seicho-No-Ie. Como diz o Hino Sagrado "Marcha da Missão" – Somente os que vivem para esta missão conhecem o prazer que nós recebemos!

Se, em algum momento da leitura desse artigo, você se emocionou com a história da Sra. Haruko, é certo que você também recebeu esse chamado divino para tomar parte na sagrada obra de iluminar a humanidade com os Ensinamentos da Seicho-No-Ie. Seja bem vindo (a)! Levante-se empunhando seu ideal, arregace bem as mangas e abra o coração! Quando você aceita essa missão e abre a mente para novas possibilidades de realização, recebe como recompensa a própria felicidade.

Por: Silvia Aparecida Rabelo Fontes

Voltar