educadores
Entre em nossa página oficial do Facebook

CEC DE EDUCADORES CONHECE PARTE DE SUSTENTABILIDADE DO SOLO SAGRADO


No mês de Julho passado, os líderes que compõem a CEC - Comissão Executiva Central, da Superintendência das Atividades dos Educadores da Sede Central da Seicho-No-Ie do Brasil, foram recebidos por membros da Gestão Ambiental da entidade religiosa Messiânica em seu principal local de atividades para uma visita com vistas á compartilhar as ações executadas pela entidade como diretrizes de sua política de sustentabilidade ambiental.

A visita foi agendada com o auxílio do Preletor da Seicho-No-Ie, Sr. Wilson, e contaram com a generosidade dos líderes da Igreja Messiânica responsáveis pela questão ambiental, Srs. Miriam Xavier e Marcos Antunes.

Durante a visita, os membros da CEC foram apresentados á filosofia central que norteia todo o trabalho de preservação da natureza do local – religar o homem a Deus através do cuidado com a natureza; o que se ajusta perfeitamente á visão da Seicho-No-Ie, que atualmente se ocupa de transmitir esse conceito de unidade entre Deus, a natureza e o homem, em suas atividades.

O local da visitação, chamado popularmente de “Solo Sagrado”, está localizado na região da represa de Guarapiranga, em São Paulo, abarcando uma área de aproximadamente 327 mil metros quadrados. Por sua beleza, também recebe a denominação de “Protótipo do Paraíso”, pois personifica concretamente o mundo do belo criado por Deus, parte integrante do tripé – A Verdade, o Bem e o Belo – que são naturalmente expressões do mundo da Realidade primeira, o mundo da Imagem Verdadeira criado por Deus. Vemos ainda nessa oportunidade claramente exposta a veracidade da afirmação do Mestre Masaharu Taniguchi, fundador da Seicho-No-Ie, de que “a Verdade essencial pregada por todas as religiões é a mesma”, postura essa também adotada pelo fundador da referida igreja, Mestre Mokiti Okada (Meishu-Sama).

O local recebe mensalmente cerca de quarenta mil visitantes, que para lá se dirigem com a finalidade de participar de uma oração coletiva de gratidão a Deus e em memória aos Antepassados, o que mais uma vez coincide com a doutrina da Seicho-No-Ie.

O espaço é de incrível beleza, dentro de um ambiente essencialmente projetado para promover o contato com a natureza e suas belas formas, propiciando ao visitante uma atmosfera favorável à introspecção e reflexão. O templo central é belíssimo; não possui paredes, portas nem mesmo teto. Localizado na parte mais elevada do relevo local, sob a forma de circulo perfeito, possui colunas que se elevam ao céu e transmitem uma ideia de grandiosidade e a sensação de liberdade. Os jardins do entorno são magníficos, com flores de várias espécies, cuja combinação de cores proporciona um espetáculo particular aos olhos. Todo o trabalho de manutenção é realizado como doação pelos adeptos da igreja, que também contribuem monetariamente. Durante a visita, foram apresentados projetos de sustentabilidade e convivência harmoniosa com a natureza local, como segue:

  • Decomposição da Matéria Orgânica – todo material orgânico proveniente da natureza, como folhas, galhos e flores são coletados e dispostos em montes que num período de trinta dias se tornam terra novamente. Não há odores fétidos nesse processo, o cheiro é agradável e não há mistura de outras substâncias.
  • Drenagem da Água – realizada através de mantas para não poluir a represa. Nenhuma atividade da Igreja Messiânica em si gera poluentes.
  • Sistema de Alta Digestão Biológica (ADB) – um sistema desenvolvido pela própria entidade, que é aplicado aos resíduos orgânicos da cozinha e refeitório. O resultado é obtido entre 24 a 72 horas, período que leva para que os resíduos sejam decompostos. O processo é acompanhado de perto, sendo todo o material remexido a intervalos regulares, com temperatura controlada para não ultrapassar os 65 graus.
  • Gerenciamento dos materiais da coleta seletiva – os materiais provenientes de coleta seletiva de lixo são gerenciados de maneira eficiente e organizada, de modo que são necessárias pouquíssimas pessoas para a tarefa.
  • Sistema de Captação de Água da Chuva– graças a seu sistema inteligente de captação toda a água da chuva é aproveitada. Parte dela é devolvida à represa, já devidamente tratada, o restante é utilizada para regar seus jardins e conservação da limpeza do Solo Sagrado.
  • Sistema de Tratamento de Esgoto– Por se tratar de uma zona de mananciais, não é permitido o tratamento no próprio local. Assim sendo a igreja Messiânica construiu uma subestação que recolhe o esgoto e por meio de 6 km de tubos instalados pela própria igreja, todo o material chega a uma estação de tratamento da Sabesp. Mais uma vez um gesto de grandeza e de coerência dos messiânicos.
  • Embiotic, o “Quartel General” – produção de material biológico para limpeza residencial, onde o meio de cultura utilizado é a cana-de-açúcar. Aproveitando-se do princípio de que quem limpa a natureza, ou seja, decompõe a matéria orgânica, é o micróbio. Quando esse meio de decomposição natural é substituído por produtos elaborados artificialmente, a natureza sofre os efeitos deletérios. E o resultado, ambientes totalmente higienizados, sem causar danos ao meio ambiente, e economia em produtos de limpeza. Antigamente, para limpar as dependências do Solo Sagrado, eram utilizados, no mínimo 10, tipos de produtos diferentes. Hoje apenas o Embiotic é utilizado. A despesa mensal que era aproximadamente R$ 2.000,00 em produtos de limpeza, hoje está por volta de R$ 80,00 uma redução de gastos de 96%.
  • Energia Solar Fotovoltaica – fonte de energia renovável, obtida pela conversão de energia luminosa em energia elétrica. Embora se diga energia luminosa, o desenvolvimento dessa tecnologia tem seu princípio de funcionamento totalmente diferente do processo que conhecemos de aproveitamento da energia solar. Há alguns postes solares, que armazenam energia solar e acendem quando escurece.

Dessa forma, listamos alguns dos principais conhecimentos adquiridos por ocasião da visita. Aprendemos lições importantes de respeito a natureza em suas várias manifestações e de interação harmoniosa entre a atividade humana e a vida das outras espécies de seres vivos. Agradecemos aos amigos Miriam e Marcos pela oportunidade, pela acolhida e pela boa vontade em nos receber e repassar todas as informações apresentadas.


Imagem dos destaques da Seicho-No-Ie do Brasil Imagem dos destaques da Seicho-No-Ie do Brasil Imagem dos destaques da Seicho-No-Ie do Brasil Imagem dos destaques da Seicho-No-Ie do Brasil

Veja também a galeria de fotos!
Clique Aqui!

Por: Maria Assumpta Vilella Peixe e Silvia Aparecida Rabelo Fontes.



Voltar